Alimentos que aumentam a saciedade

Alimentos que aumentam a saciedade


Ao contrário do que se imagina, comer pode ser uma estratégia para o emagrecimento.

Para isso, é importante alimentar-se corretamente, dando preferência especial para os alimentos sacietógenos. Isso pode ser uma medida eficaz para redução da ingestão calórica e a consequente perda de peso.

Veja o que já publicamos sobre saúde!

Alguns deles agem diretamente no estômago, tornando o processo de digestão mais lento e reduzindo a absorção de lipídeos, enquanto outros podem agir sobre o a taxa metabólica, fazendo com o que o organismo gaste mais calorias.

Conheça os alimentos que aumentam a saciedade

Alimentos ricos em fibras solúveis: por serem mais complexos, os alimentos ricos em fibras exigem mais tempo de mastigação e permanecem mais tempo no aparelho digestivo. As solúveis têm a capacidade de formar uma substância viscosa ao entrar em contato com a água no estômago, o que retarda seu esvaziamento. Esse gel também é capaz de reduzir a absorção de glicose e gorduras pelo organismo.





Exemplos de alimentos ricos em fibras solúveis: aveia, feijão, cenoura, maçã e frutas cítricas. É importante que no caso das frutas e legumes, sejam preservadas as cascas e o bagaço, onde encontra-se a maior concentração de fibras.

Veja também:

Sacietógenos: aliados da saciedade

Saiba como funciona o mecanismo da fome


Como combater o apetite exagerado


Alimentos ricos em triptofano: este aminoácido é essencial na produção de serotonina – um dos hormônios ligados à sensação de prazer e saciedade. Incluí-los na dieta beneficia a comunicação neural e até mesmo o humor, além de evitar a compulsão por doces e alimentos gordurosos como fuga para situações de stress.

Exemplos de alimentos ricos em triptofano: brócolis, espinafre, grão de bico e arroz integral. Frutas desidratadas como a ameixa, damasco e a tâmara também estimulam a produção de serotonina.

Alimentos ricos em proteínas: as proteínas, especialmente de origem animal, exigem um trabalho maior do sistema digestivo, e por permanecerem maior tempo no trato gastrointestinal, evitam a fome fora de hora. Além disso, são essenciais na formação dos tecidos do organismo e dos músculos.

Exemplos de alimentos ricos em proteínas: carnes magras, leite e derivados, de preferência desnatados são boas opções de proteína animal.

Alimentos termogênicos: esses alimentos são capazes de favorecer o processo de controle da temperatura corporal, o que implica no aumento do gasto calórico e da queima de gorduras mesmo em repouso. Além disso, estimulam áreas do cérebro responsáveis pelo estado de atenção e saciedade tem influência sob a produção de leptina.

Exemplos de alimentos termogênicos: chá verde, o gengibre, pimenta e canela também são opções para turbinar o metabolismo e aumentar a saciedade.

Alimentos de baixo índice glicêmico: o IG ou índice glicêmico é um indicador que determina o quão rápido um alimento libera glicose no organismo. Os classificados com IG baixo são aqueles que disponibilizam o açúcar no sangue de forma mais lenta, prolongando a oferta de energia e a saciedade.

Exemplos de alimentos ricos em carboidratos complexos como a batata doce, cereais integrais e leguminosas como a lentilha possuem essa característica.



Conteúdo Hombres. Tecnologia do Blogger.